20 novembro 2006


Tantos dias em que me senti um grão de poeira na imensidão do deserto. Pois poucas coisas existem no mundo, mais amargas, que a lembrança de uma paixão que não morreu. Mas uma e outra, seguidas de mais uma e outra, após outra, seguida de mais uma tempestade de areia ou simplesmente o vislumbre do amanhecer de um dia calmo, após o outro, para fixar a distancia entre o céu e a terra.

6.11.2006

6 comentários:

Salvador disse...

Que a tempestade de areia limpe as desilusões e q traga felicidades....

bjs

JotaCê Carranca disse...

Todos os caminhos são caminhos. Precisamos mesmo é só estar atentos e conseguir desviar de qualquer tábua solta que nos queira derrubar.
Seguir em frente é o destino

Nani disse...

Minha querida algevo, mesmo que te sintas um grão de poeira no meio do deserto, podes ter a certeza porém, que és aquele grão em que incide o sol e que brilha e nos chama a atenção, e que se distingue entre os demais.

Minha linda ando a workar a muito, não tenho tempo para nadica, nem para o meu filhote maravilhososo que vai ter que me perdoar 1 mês ou 2! espero retornar em Janeiro - nem sabes as saudades que sinto de escrever ...ainda não inventaram a blogpatia!

algevo disse...

Salvador:
A tempestade de areia limpa, mas o tempo, o passar dele, um dia após o outro, esses sem dúvida que nos limpam o horizonte e que nos trazem a esperança de volta...

Beijo.

I.

algevo disse...

JCC:
Tens toda a razão... todos os caminhos são caminhos, e todos eles são passíveis de serem trilhados... uns mais caminhos, outros mais atalhos... mas todos são caminhos. Julgo eu.
E as tábuas soltas... enfim, cair e levantar, regressar ao caminho... também faz parte desse caminho. Mas convém evitar, né?

Beijo meu.

I.

algevo disse...

Nani:
Tens toda, toda toda a razão... não existe por ai um gajo inventor que seja capaz de inventar a blogpatia???

Eu compreendo que o trabalho é muito, como em todos os novos começos, e o teu principezinho maravilhoso entende e continua a sorrir-te como o sol a nascer todas os dias.
E vou contar os dias até Janeiro para o teu regresso pelo menos vai (quase) diário....

Boa sorte!!!

Beijo.

I.