19 outubro 2006


A pior solidão é aquela que me impede de sair do teu lado de uma vez por todas. Mas que não me prende a ti.
A pior de todas é aquela que vivo ao teu lado, permanentemente, todos os dias da minha vida. Até que a morte nos separe?

Mas tantas das outras pequenas solidões quebram-me o fio da vida e da lucidez…não te poder ouvir… o tom da tua voz cheia aí longe de mim. Porque tocar… já não faz parte de todos os sonhos de todos os dias.

A pior lembrança é aquela que me acompanha dia e noite, quando fecho os olhos e os abro e ela está sempre lá.
Perdi-te mas estás sempre comigo, assombrando-me os dias as noites, as horas e os segundos. Sempre presente. Nunca ausente. E isso é o que mais me dói a alma.
Não aguento estar sem ti, sem o teu carinho, sem o teu e o meu sorriso, o meu coração, quase, quase, sempre a deixar de bater.
E se ele deixar mesmo de bater e eu parar de respirar deixas-me um pedaço de céu sem ter a tua lembrança presente em mim, constante?

1.10.06

6 comentários:

JotaCê Carranca disse...

Se o Amor pudesse ser pesado, medido, quantifcado...

algevo disse...

Não seria apenas tão mais fácil??? Mas nunca tão dificil de viver a vida e por isso mesmo tão cheia de Vida... quem discorda?

I.

AnaP disse...

Se nos conseguíssemos desligar de vez em quando... As lembranças, a seu tempo, te farão sorrir. Dá tempo ao temppo e entranto... escreve, escreve, escreve!

Luís disse...

O tempo tocar-te-á o coração com os seus dedos suaves. E um dia vais acordar. O sofrimento será apenas uma lembrança.

JS disse...

Olá,
encontrei casualmente o seu espaço e gostei imenso. Parabéns e força porque a vida espera sempre por nós para novas oportunidades.
Siga sempre em frente e de cabeça erguida.
Voltarei.Bj

algevo disse...

Obrigado a todos... o futuro traz sempre novos dias... e novos sonhos..

I.